A criatividade aplicada ao conhecimento do mundo amplia as possibilidades e a dimensão do acto de conhecer. Olhar em redor de forma criativa pode levar ao encontro e construção de diversos sentidos para a vida, da nossa e das comunidades que vamos habitando. Passear implica pôr o corpo em movimento, incentiva à acção e promove a interacção com o meio e entre as pessoas. ​


Aceitar o desafio para fabricar imagens a partir de propostas que implicam o desenvolvimento de um olhar estético, significa pensar no que se vê e, desse modo, descobrir segredos antes ocultos. Uma fotografia pode contar uma história que estava à espera de quem lhe dedicasse o olhar, tanto quanto uma nova estória pode surgir - quando se inventam imagens.


O passeio-oficina acontece nas ruas, parques, mercados, ou noutros locais que se pretendam explorar. A seguir a uma breve introdução, os participantes organizados em pequenos grupos recebem um documento com os desafios fotográficos a realizar. Cada grupo dispõe de um tempo para concluir as missões e, por m, faz-se um encontro para partilha da experiência, em grande grupo. ​


As fotografias podem ser visualizadas no mesmo dia, ou, não sendo possível, os participantes recebem uma apresentação digital com todas as imagens, tratadas e organizadas para poderem fazer um encontro final de visionamento das fotografias. ​



Público_ para todos a partir dos 7 anos. Grupo de 20 pessoas, com a possibilidade de se conceberem sessões para mais participantes.


Duração_3 horas, havendo a possibilidade de se desenvolverem acções com outras durações.

Espaço_ Interior para o lançamento e visionamento das fotografias, e espaço a definir para o passeio.